Foto: Nilson Winter Alberto Beltrame, do MS

São Leopoldo recebe apoio do Exército para combater o Aedes

Um mosquito não é mais forte que um país inteiro. Com essa mensagem, começou na manhã deste sábado (13), a grande mobilização nacional de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, o declarado inimigo causador da Dengue, Zika e Chinkungunya, com o apoio do Exército Brasileiro. Em São Leopoldo, 500 soldados do 19º Batalhão de Infantaria Motorizada do Exército (19º BIMtz) percorrem até as 18 horas, os 24 bairros da cidade para orientar os moradores e engajá-los na campanha de conscientização e cuidados para o combate ao mosquito. O mutirão teve início às 7h45, com uma solenidade de formatura dos soldados. Com a presença do titular da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, o médico gaúcho Alberto Beltrame; o prefeito Anibal Moacir; o vice-prefeito Daniel Daudt; o secretário municipal de Saúde, Julio Galperim; o comandante do 19º BIMtz, tenente-coronel Márcio Cossich Trindade; e membros do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Aedes Aegypti. O trabalho em conjunto com os agentes municipais segue durante toda a semana que vem.

Durante o ato, o secretário de Atenção à Saúde, Alberto Beltrame, destacou a importância do engajamento da população na campanha e o apoio militar. “Essa é uma tarefa de todos, da cidadania brasileira, e contar com o braço forte do Exército, das mãos amigas dos soldados, é pra vencer essa batalha. Nossa tarefa é enfrentar o mosquito, é proteger a saúde da nossa população”, afirmou. De acordo com ele, hoje (13) é apenas o início da ação, que deve ser continuada, porque é “uma luta permanente”, completou. Para o prefeito Anibal Moacir, foi declarada uma guerra contra o Aedes aegypti. “É uma guerra que começa, é uma preocupação com a saúde das pessoas, das mães e seus filhos. Temos que ficar atentos, vigilantes com a nossa casa, orientar a população”, disse Moa ao agradecer o empenho e colaboração do 19º BIMtz nessa empreitada. Já o tenente-coronel Márcio Cossich Trindade, ressaltou que hoje é o dia nacional de e sclarecimento para os cidadãos brasileiros e que o Exército estende a mão para ajudar os municípios nessa batalha. “É nosso dever trabalharmos juntos com a sociedade. A batalha não se vence em um dia, mas todos os dias”, declarou Trindade.

COMO SERÁ

Na mobilização, os militares do Exército distribuem material impresso com orientações à população sobre a importância de eliminar potenciais criadouros do mosquito em casa e no bairro onde moram. Os dados apurados serão informados à Vigilância em Saúde de São Leopoldo e encaminhados ao Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) e posteriormente remetidos ao Ministério da Saúde.

EQUIPE

Atualmente São Leopoldo possui 15 agentes endêmicos para 94 mil imóveis e realizam nos bairros um trabalho de amostragem. As denúncias sobre focos vêm sendo apuradas através da Vigilância em Saúde e pelo telefone 156.

APOIO MILITAR

A expectativa, segundo o comandante do 19º BIMtz, tenente-coronel Trindade, é de que somente pela manhã desse sábado, cada soldado consiga percorrer pelo menos 30 moradias, totalizando cerca de 15 mil residências atendidas no turno. À tarde o trabalho será retomado. “Estaremos em todos os bairros. A nossa meta é atingir o maior número de casas”, destaca Trindade. Ele explica que o mapeamento das áreas foi feito com imagens via satélite. Em São Leopoldo, 500 soldados estão participando do mutirão.

Cátia Chagas

Departamento de Comunicação – Decom

Fonte: Prefeitura SL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *