Sindicatos de servidores públicos estaduais aderem à greve no RS sem prazo determinado

FONTE: G1RS

O pacote de reformas no funcionalismo público, enviado pelo governador Eduardo Leite à Assembleia Legislativa, provocou mais uma reação entre os servidores. Nesta terça-feira (26), oito sindicatos, além do Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers), aderiram à greve sem prazo determinado para acabar.

Durante a tarde, as categorias participaram de uma manifestação em frente ao Palácio Piratini, em Porto Alegre, que acabou em confronto entre polícia e funcionários.

A decisão foi tomada em assembleia, há duas semanas. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores de Nível Superior do Poder Executivo do Estado do Rio Grande do Sul (Sintergs), Nelcir André Varnier, a classe aguarda que, pelo menos, seja retirado o regime de urgência da tramitação entre os parlamentares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *