STJ mantém ida do pai do menino Bernardo a julgamento popular.

FONTE G1//O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a ida de Leandro Boldrini, pai e um dos acusados da morte do menino Bernardo Boldrini, em abril de 2014 no Rio Grande do Sul, ao Tribunal do Júri. A Quinta Turma da corte negou nesta quinta-feira (14) um recurso do réu, que responde pelo crime junto com a madrasta da criança, Graciele Ugulini, e os irmãos Edelvânia e Evandro Wirganovicz.

O mérito do recurso ainda não foi julgado, e a defesa ainda pode apresentar embargos. Procurado, o advogado de Boldrini afirmou que só vai se manifestar nos autos do processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *